quarta-feira, 22 de março de 2017

Distribuição Independente de Quadrinhos Nacionais

Muito se discute hoje em dia as razões da dificuldade em encontrar quadrinhos nacionais impressos e de boa qualidade. Muitos atribuem à distribuição o problema, mas existem hoje iniciativas que suprem bem esse problema, como os financiamentos coletivos, o catarse, e mesmo alguns editores que mandam imprimir suas publicações e as distribuem pelos correios, como é o caso do Múltiplo. O que falta então?
No meu modo de ver, falta o compromisso dos leitores e fãs dos quadrinhos em adquirir as publicações, dando o seu apoio integral aos projetos que surgem e às iniciativas em prol de um quadrinho nacional mais forte. As dificuldades não param por aí, mesmo alguns mestres do nosso quadrinho nacional, como é o caso do Edgard Guimarães, que fazem um informativo periodicamente e bimestral há mais de vinte anos, encontram dificuldades de deslanchar da forma como seria necessária.
Nem a ideia de se disponibilizar um periódico gratuito e on-line faz com que as pessoas se movimentem, divulguem e distribuam a ideia. E quando surge uma publicação em que o leitor vai ter apenas o custo da impressão e do frete, nem assim se veem estimulados a apoiar o projeto. O Múltiplo está aí, on-line e também impresso, um projeto que está tentando resgatar o gosto pela leitura de HQs nacionais, que visa informar e divulgar. Mas você, que sempre lê as postagens, está fazendo o que para apoiar e divulgar a iniciativa?
Os impressos, infelizmente, não há como enviar a todos de forma gratuita, mas ele está aí, on-line para quem quiser baixar, sem custo algum. Mas você, que gosta de quadrinhos, tem a opção de adquirir a revista pelo preço de custo, e isso viabiliza uma maior divulgação do artista. Então fica a pergunta: por que de tanta dificuldade em se conseguir vender um mínimo necessário para que a edição seja impressa? A crise?
Talvez, mas acredito que cada um pode contribuir de alguma forma, seja com um exemplar ou mais, ou mesmo, divulgar para os amigos e fazer acontecer. E não falo isso somente do Múltiplo, há um leque enorme de publicações por aí esperando o seu apoio. Vamos mudar essa história? Comente, divulgue, elogie e critique construtivamente para que as publicações possam evoluir e nos dar o melhor do nosso quadrinho.

André Carim