sexta-feira, 31 de março de 2017

FÓRUM DE DISCUSSÃO - MÚLTIPLO 6

Preto e Branco ou Colorido?

Dando sequência aos questionamentos feitos a diversos desenhistas no número anterior, mais algumas respostas enviadas por amigos e leitores do Múltiplo! E você, já opinou? Não? Está esperando o que para interagir?
Perguntas para artigo do Múltiplo: O que você prefere quando desenha HQ/Ilustração, Preto e Branco e Colorido? Por quê? O que te inspira nessa escolha e qual o sentimento em relação à sua escolha preferida? Com a palavra, os desenhistas:

Prefiro em cores, pois creio que o bom uso delas dá um toque mágico à criação. Embora eu prefira em cores, boa parte do que já fiz foi publicado em preto e branco devido aos custos de impressão. Lembrando que eu sou mais da parte escrita, as obras que tenho com desenhos fiz mais em parceria com Edgar Franco, o Ciberpajé. Meus desenhos por enquanto deixo apenas como uma arte guardada para meu prazer, não divulgo tanto quanto meus textos. Acho que o mais importante, seja no desenho, no texto ou qualquer expressão artística é criar sem amarras, sem demandas, como um processo de cura interior que acontece durante o ato de criar. Nieva Rosle Balisi é escritora e sacerdotisa da Aurora Pós-Humana. Contato: Página Escritos da Nieva Rosle Balisi no Facebook.
[Nieva Balisi]

Minha formação básica como artista foi com o preto e branco numa época que era impensável ver reproduções colori-das de meus trabalhos. Assim, só comecei a trabalhar mais efetivamente com cores aos 18 anos de idade, quando entrei para a Faculdade de Arquitetura da UnB. Nunca deixei de amar o preto e branco e continuo produzindo e explorando suas múltiplas possibilidades técnicas, mas aprendi a amar a expressão colorida também e divirto-me muito criando obras em cores.
[Edgar Franco]

Gosto do P&B pela praticidade no acabamento e poder fazer auto contraste com nanquim. Em HQs de terror, que é um dos gêneros que mais gosto de fazer, funciona bem demais!
[Carlos Henry]

Como leitor prefiro a cores, como autor depende, algumas ideias surgem pedindo cores e outras pedindo P&B, haverá ou aguada ou contraste a pincel. A dificuldade de publicar e custo reduzem a produção a cores e eu desenho em ritmo europeu, o oposto do mangá; ou seja, uma ilustração colorida leva 18 a 36 horas e uma HQ colorida de três páginas como a do Visões de Guerra Pátria Armada levou 3 meses.
[Flávio Calazans]

Boa noite. Sou das antigas e como tal, sou apaixonado pelo traço puro da tinta preta (Nanquim). Mas também gosto das cores. Não gosto do meu colorido, porquê fazer uma ótima colorização leva tempo e tempo é um luxo que não tenho há muitos anos. Tudo me inspira, desde as séries da Netflix, noticiários no Yahoo, coisas do cotidiano. O artista não tem que escolher, mas deve encarar cada trabalho como um novo desafio e ser melhor que no último trabalho. Qualidade, tanto no texto como na narrativa dos desenhos.
[Airton Marcelino]

Olá André, como disse por estes dias, tenho andado fora. Vou agora então responder às perguntas. Não tenho uma preferência. Gosto tanto de trabalhar a preto e branco como a cores, tendo a perfeita noção de que são duas formas de trabalhar distintas. Por exemplo, atualmente sinto-me mais motivado com o preto e branco e toda a complexidade de texturas que essa técnica envolve, mas existem outras alturas em que a riqueza de trabalho da cor me atrai. Por isso, a escolha depende unicamente daquilo que sinto em determinado momento. E confesso que quando escolho se quero desenhar de uma determinada forma nem sequer penso no custo que isso envolve. O mais importante na hora de começar a trabalhar para mim tem unicamente a ver de como é que vou gostar do trabalho, porque de certa forma quando vou começar a desenhar ou pintar eu o tenho visualizado na minha cabeça. O importante, acima de todo o resto, é no fundo o desafio da criação e a constante procura de novas técnicas e formas de trabalhar. Pronto, com este pequeno texto espero ter respondido de forma satisfatória às questões colocadas. É que a escrita inteligente de vez em quando prega-nos peças.
[João Amaral]

Nossa discussão vai continuar, envie a sua opinião e interaja com os demais participantes... abraços e até a próxima.
André Carim